au150041_red

Nova cooperação entre homens e robôs nos processos de produção da Audi

Tecnologia inovadora, certificada pela associação de seguro de responsabilidade dos empregados
Dr. Hubert Waltl, membro do Conselho Administrativo da Audi para Produção, destaca:  “A cooperação direta entre homem e máquina é um elemento-chave da fábrica do futuro”.

 Cooperação direta entre homem e máquina: pela primeira vez, em sua principal fábrica em Ingolstadt, a Audi empregou um robô que trabalha “lado a lado” com seres humanos, sem barreiras de proteção e adaptado de forma ideal aos ciclos de trabalho dos empregados. O processo é pioneiro também no Grupo Volkswagen, em que a cooperação homem-robô é aplicada na montagem final dos veículos. Essa tecnologia inovadora torna o trabalho mais fácil para os empregados e traz melhorias para a ergonomia.
Segundo o Dr. Hubert Waltl, membro do Conselho Administrativo da AUDI AG para Produção, a cooperação homem-robô abre possibilidades inteiramente novas: “A fábrica do futuro apresentará uma crescente interação entre homens e máquinas. Isto nos permite automatizar operações de rotina e otimizar ergonomicamente postos de trabalho desfavoráveis.
Mas no futuro não haverá fábricas sem gente. “As pessoas continuam a tomar as decisões nos processos de produção. Nossos empregados continuarão a ser essenciais para uma produção bem sucedida e orientada para o futuro”, completa.
Peter Mosch, diretor do Conselho de Trabalhadores do Grupo da AUDI AG, comenta: “Enxergamos as possibilidades criadas pelo avanço da interação entre homens e máquinas. Para nós, o aspecto decisivo é como este desenvolvimento é conduzido. Ele é bem-vindo quando não coloca empregos em risco, nem leva as pessoas a perderem sua independência para as máquinas”.
Para os empregados das linhas de montagem dos modelos A4/A5 e Q5 na fábrica da Audi em Ingolstadt, a nova cooperação direta entre humanos e robôs é uma grande ajuda: até agora, eles tinham que se inclinar sobre caixas de material para retirar os tanques de expansão do fluído arrefecedor. À primeira vista, esta tarefa parece simples, mas com a repetição frequente, pode levar a problemas na coluna. De agora em diante, ela será executada por um robô, conhecido internamente como “PART4you” (peça para você).
O novo robô trabalha lado a lado com os empregados da Audi e é equipado com uma câmera e uma ventosa integrada. Isto permite que retire os componentes das caixas e os repasse aos trabalhadores da montagem, sem barreiras de segurança, no momento certo e na posição ergonomicamente ideal. “Em um processo produtivo com crescente variedade de versões e modelos, o ‘PART4you’ presta importante ajuda aos empregados. Ele seleciona o componente correto e o segura, pronto para ser apanhado. Isto significa que os empregados não precisam mais alcançar longas distâncias ou curvar-se repetidamente. O robô torna-se um assistente de montagem, operando à mesma velocidade do trabalhador, e não o contrário”, declara Johann Hegel, chefe de Desenvolvimento de Tecnologia de Montagem.
“Graças à pele protetora macia, com sensores de segurança integrados, não há perigo para os empregados”, explica Hegel. Como o ‘PART4you’ cumpre as medidas especiais de precaução para robôs colaboradores, o sistema inteligente recebeu o certificado requerido da associação de seguro de responsabilidade dos empregados.
Desde 2013, os empregados da Audi da montagem de carrocerias do A4, em Ingolstadt, vêm trabalhando com o mesmo tipo de robôs, equipados com um bico aplicador de adesivo, em vez de ventosa – mas com ritmo fixo de trabalho e sem repassar componentes. Na montagem da carroceria, os robôs ajudam os funcionários aplicando adesivos em peças que são coladas. Os empregados só precisam colocá-las no lugar e iniciar o procedimento automático.
A Audi está planejando mais aplicações para a cooperação homem-robô também em suas instalações de produção internacionais.
Fonte: SEGS

Deixe uma resposta